fbpx

Sign in

fechar
Create an Account

Carrinho de Compras

fechar

ENVIO IMEDIATO ATÉ 48 HORAS | ENVIO GRÁTIS EM COMPRAS SUPERIORES A 45 €
-10%

Matervita Lactancia 60 Cápsulas

23.70 21.33

Promoção Válida de 1/10 até 31/10
Limitada ao stock existente
REF: 7385039 Categorias: , ,
Descrição

Descrição

Matervita Lactancia é um complexo vitamínico e mineral completo, especificamente desenvolvido para suplementação durante o pós-parto e o aleitamento.

A fórmula de Matervita Lactancia é enriquecida em vitaminas, minerais e ácidos gordos Ómega 3, permite suplementar de forma adequada a dieta habitual da mulher lactante, e responder assim às necessidades nutricionais particulares nesta etapa. A lactação é uma função fisiológica única e essencial dos mamíferos, importante para a saúde e desenvolvimento saudável das crianças. O leite materno é o alimento ideal e completo para o bebé durante os primeiros meses de vida. Os benefícios do leite materno estão demonstrados para a saúde e desenvolvimento da criança, especificamente no desenvolvimento intelectual e motor, risco de doenças crónicas e saúde materna.

É através do leite materno que o recém–nascido / bebé recebe todos os nutrientes necessários para o seu crescimento e desenvolvimento, por isso a mulher lactante necessita de uma quantidade maior de vitaminas e minerais no período de lactação.

Durante o aleitamento, a alimentação materna deverá ser variada, de modo a garantir uma salutar qualidade do leite materno, para fornecer os elementos necessários ao melhor desenvolvimento do recém-nascido. Após o parto, embora o aporte calórico deva ser mais reduzido, deverá continuar a existir um bom equilíbrio nutricional para promover a boa saúde da mãe. Matervita Lactancia contribui para esse equilíbrio.

A alimentação deverá incluir, principalmente, produtos lácteos suficientes, que aportam cálcio e proteínas; carne, peixe e ovos, pois fornecem proteínas e ferro; vegetais, entre os quais os legumes verdes e as frutas que ministram glúcidos, minerais, oligoelementos e vitaminas; matérias gordas, pois são uma fonte importante de calorias, embora as gorduras saturadas devam ser limitadas (enchidos, molhos, fritos, …) devendo dar-se preferência aos óleos ricos em ácidos gordos essenciais (azeite, óleo de soja?). As fibras que se encontram nos legumes verdes, legumes secos e frutas são importantes para regular o trânsito intestinal evitando a obstipação.

As necessidades em vitaminas, minerais e oligoelementos comportam um aumento durante a gravidez e o aleitamento existindo carências parciais com manifestações subclínicas, de difícil identificação na prática clínica diária, mas que se podem repercutir na saúde da mulher lactante. A utilização de um suplemento alimentar equilibrado, como Matervita Lactancia, contribui para fazer face a este aumento das necessidades, sem um aporte calórico suplementar.

Não hesite em aconselhar-se com seu médico ou farmacêutico, pois poderão facultar-lhe recomendações adaptadas ao seu caso, assim como aconselhar eventuais medidas específicas de prevenção relativamente à toma de Matervita Lactancia.

 

Composição de Matervita Lactancia

Conheça a composição de Matervita Lactancia e os principais benefícios proporcionados por cada um dos ingredientes deste suplemento:

  • Os ácidos gordos Ómega-3 não são sintetizados pelo organismo, após o nascimento o neonato continua incapacitado de sintetizar os ácidos gordos e a placenta é substituída pelo leite materno como fonte desses ácidos. Intervêm na formação das membranas celulares. O teor de DHA no leite materno é muito variável e está positivamente relacionado com a acuidade visual e o desenvolvimento da linguagem, em crianças amamentadas.
  • A vitamina A (betacaroteno) é um micronutriente essencial na lactação para diversos processos metabólicos. Contribui para a diferenciação celular, desenvolvimento e manutenção do tecido epitelial, tem um papel essencial no ciclo visual, na função da retina e no desenvolvimento normal dos dentes. Contribui para o adequado funcionamento do sistema imunológico e confere elementos de defesa contra as infeções.
  • As vitaminas B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B6 (piridoxina) e PP (vitamina B3 (niacina)) permitem o aproveitamento dos nutrientes bem como a sua metabolização energética. A vitamina B1 é indispensável para o funcionamento do sistema nervoso. A vitamina B2 intervém ainda nos processos de divisão celular sendo fundamental para o bom funcionamento do sistema nervoso. A vitamina B3 estimula a circulação, importante nas funções cerebrais e revitalização da pele. A Vitamina B6 além de essencial para o funcionamento do sistema nervoso, contribui para o metabolismo de aminoácidos, formação das células sanguíneas e produção de anticorpos.
  • A vitamina B12 (cianocobalamina) intervém na hematopoiese e favorece a absorção dos folatos. A sua carência provoca anemia. A sua deficiência está relacionada com danos neurológicos irreversíveis em bebés. A concentração de B12 tende a diminuir no decorrer da amamentação e a suplementação com Matervita Lactancia pode corrigir esta condição.
  • A vitamina B5 (ácido pantoténico) auxilia no metabolismo em geral, apresentando papel essencial na regulação dos processos de suprimento de energia.
  • O ácido fólico (vitamina B9) é necessário para a multiplicação e a divisão celular. Esta vitamina atua desde o início da gestação. A correção da sua carência contribui para diminuir o risco do aparecimento de certas anomalias neurológicas fetais como os defeitos do tubo neural. A vitamina B9 é essencial para o correto crescimento e o adequado funcionamento do sistema nervoso e da medula óssea. A deficiência de ácido fólico relaciona-se com anemia megaloblástica, e com malformações no bebé.
  • A vitamina H (vitamina B8 (biotina)) auxilia no crescimento, formação da pele, do aparelho reprodutor e do sistema nervoso.
  • A vitamina C (ácido ascórbico), antioxidante, intervém na constituição dos tecidos de sustentação e do tecido conjuntivo, participando na produção e manutenção do colagénio. É importante para a absorção do ferro, auxilia na defesa contra infeções, favorece a cicatrização tecidular.
  • A vitamina D (colecalciferol) é normalmente passada para o leite materno, porém, somente pequenas quantidades de seus metabólicos ativos podem ser encontrados, já que as suas concentrações diminuem após a gravidez. A concentração ajustada de vitamina D durante a lactação é necessária para assegurar as respostas maternas adequadas às necessidades de cálcio do neonato, regula os níveis de cálcio e fósforo no sangue, indispensáveis para a formação de ossos e dentes sadios.
  • A vitamina E (tocoferol) intervém na proteção das membranas celulares contra danos causados por radicais livres graças à sua ação antioxidante. Importante para a pele, órgãos reprodutores, nervos e músculos.
  • O selénio é antioxidante, protege os componentes celulares da lesão oxidativa, pelo que é indispensável em todas as situações de stress celular. O selénio é associado ao metabolismo de lípidos e da vitamina E.
  • O magnésio intervém na função neuromuscular. O magnésio é necessário para o metabolismo de hidratos de carbono, síntese de proteínas e ácidos nucleicos, contração muscular e transmissão de impulsos nervosos.
  • O cálcio é essencial para o crescimento, construção e manutenção dos ossos e dentes, coagulação do sangue, transporte nas membranas celulares, transmissão nervosa e regulação dos batimentos cardíacos.
  • O cobre é essencial para diversas funções orgânicas, como a mobilização de ferro para a síntese da hemoglobina e a formação dos tecidos conjuntivos.
  • O manganês ativa numerosas enzimas implicadas na síntese do tecido conjuntivo, na regulação da glicose, na proteção das células contra os radicais livres e nas atividades neuro-hormonais.
  • O zinco é conhecido pela sua função antioxidante e desempenha um importante papel na manutenção do sistema imunológico e na reparação celular. O zinco é necessário para a multiplicação celular.
  • O ferro é essencial para o transporte do oxigénio no sangue e, intervém na formação da hemoglobina, substância dos glóbulos vermelhos responsável por transportar oxigénio para todo o corpo.
  • O iodo é um elemento indispensável na síntese das hormonas tiroideias. A concentração de iodo no leite materno é muito sensível aos níveis de iodo maternos. O iodo contido no leite materno é utilizado pela criança para a síntese das suas próprias hormonas tiroideias, pelo que é aconselhável manter Matervita Lactancia  durante o aleitamento, de forma a favorecer o futuro desenvolvimento neuro- intelectual da criança.

A formulação completa de Matervita Lactancia, desenvolvida especialmente a pensar na suplementação durante o pós-parto e o aleitamento, oferece excelentes benefícios para a mãe e para o seu bebé.

Scroll To Top
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência no nosso site. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.