Pneumonia
Conselhos de Saúde

Pneumonia

Sabia que a pneumonia é a principal causa de morte respiratória em Portugal?

A pneumonia é uma doença caracterizada por uma infecção nos pulmões.

A pneumonia é uma infecção provocada na maioria dos casos por bactérias, mas que também pode ser provocada por vírus.  Esta infeção pode atingir pessoas de todas as idades, sendo as crianças e os idosos os mais suscetíveis às formas mais graves da doença ,sendo muitas vezes causa de internamento hospitalar.

Na pneumonia, a elasticidade dos pulmões fica comprometida, o que provoca dificuldade respiratória. Esta condição leva a que os alvéolos pulmonares (pequenos sacos que se enchem de ar quando respiramos) sejam preenchidos com líquido, dificultando as trocas gasosas normais, e tornando a respiração dolorosa.

Os sintomas mais comuns desta doença são febre, muitas vezes elevada, tosse com expetoração (de cor amarelada ou esverdeada), dificuldade respiratória e dor torácica. No entanto estes sintomas não são específicos da pneumonia, o que pode dificultar a sua deteção

Geralmente os sintomas instalam-se de forma rápida, podendo manifestar-se todos em simultâneo ou não. Nos idosos, a pneumonia apresenta-se, frequentemente, sem sintomas específicos e sem febre.

A pneumonia pode atingir pessoas de todas as idades, sendo as crianças e os idosos os mais suscetíveis às formas mais graves da doença , sendo muitas vezes necessário o internamento hospitalar.

A gravidade desta doença depende da idade e do estado de saúde do doente.

 

Quem são as pessoas mais suscetíveis?

  • Pessoas com mais de 65 anos
  • Crianças
  • Portadores de doença crónicas
  • Fumadores
  • Pessoas residentes em lares de idosos
  • Doentes em internamento hospitalar

A poluição e o tabaco são também fatores de risco.

As pneumonias adquiridas no hospital são particularmente graves porque nestas instituições existe uma grande variedade de microrganismos, alguns dos quais muito resistentes aos antibióticos.

Qual é a causa da pneumonia?

A pneumonia é causada por bactérias, vírus ou fungos, sendo os mais comuns:

  • Streptococcus pneumoniae: a bactéria mais comum
  • Haemophilus influenzae type b (Hib): a segunda bactéria mais comum a originar pneumonia
  • Vírus respiratório sincicial: de origem viral

A pneumonia pode surgir como complicação de uma gripe ou outra doença respiratória. Geralmente, a pneumonia começa após a aspiração de micro-organismos das vias aéreas superiores para os pulmões, especialmente em pessoas com o sistema imunitário debilitado.

Como se trata?

Caso apresente sintomas como febre elevada, tosse com expetoração (de cor amarelada ou esverdeada), dificuldade respiratória e dor torácica é necessário consultar um médico.

Só o médico pode diagnosticar a pneumonia e prescrever tratamento para esta doença.

A pneumonia é uma doença aguda, que pode ter uma evolução imprevisível e que requer tratamento imediato.

Quando a origem da pneumonia é bacteriana o tratamento é realizado com antibióticos. Nas pneumonias virais, podem estar indicados medicamentos antivirais.

A maior parte das vezes não é necessário internamento hospitalar. Este está indicado quando ocorre agravamento dos sintomas.

Como se previne a pneumonia?

Para prevenir a pneumonia existe uma vacina que evita formas mais agressivas da doença e deve ser administrada àqueles que fazem parte do grupo de risco, como idosos com idade superior a 65 anos de idade, pessoas que vivam em lares e doentes crónicos.

A vacinação contra a gripe também é uma forma de prevenir a pneumonia, uma vez que infeções virais recentes facilitam o aparecimento da pneumonia.

A vacina da gripe e a pneumocócica podem ser administradas ao mesmo tempo, mas em locais distintos.

Em Portugal são comercializadas duas vacinas contra os pneumococos, as principais bactérias responsáveis pelas pneumonias. São as duas injetáveis e constituídas por fragmentos de vários tipos de pneumococos responsáveis pela maioria das infeções mais graves provocadas por esta bactéria.

A vacina antipneumocócica conjugada é indicada para a cimunização ativa para a prevenção de doença invasiva, pneumonia e otite média aguda causada por Streptococcus pneumoniae, em lactentes, crianças e adolescentes desde as 6 semanas até aos 17 anos de idade e também para a imunização ativa para a prevenção de doença invasiva e pneumonia causada por Streptococcus pneumoniae em adultos de idade igual ou superior a 18 anos e em idosos.

A vacina antipneumocócica polissacarídica é recomendada apenas para indivíduos com pelo menos 2 anos de idade. Esta vacina ajuda a proteger contra infeções graves provocadas por bactérias que são denominadas pneumococos.

 

Além da vacinação, existem algumas medidas que podem prevenir a doença:

  • Lavar frequentemente as mãos
  • Não fumar, fazer uma alimentação equilibrada e praticar exercício físico
  • Arejar diariamente a casa e o local de trabalho
  • Evitar locais poluídos
  • Evitar locais fechados com muitas pessoas
  • Controlar as doenças crónicas

 

Quer ter acesso a artigos de saúde ?👇
Veja o nosso Blog : Conselhos de saúde

Veja as nossas promoções👇
Farmácia Online